Pouco espaço não é problema

    © Thais Moura

© Thais Moura

São opções de locais para fazer exercícios, a academia, o parque, e a nossa própria casa.

Proponho uma brincadeira de imaginação. Como usar o parque e a casa para fazer a função de academia?  

Certamente não é pensando a partir dos aparelhos que trabalham o corpo, mas de como ele trabalha. 

O que faço sempre, me cansa e como posso compensar? Como manter a eficiência, justamente porque preciso fazer esse algo sempre? 

Esse algo pode ser um gesto diário, tarefa de trabalho ou uma modalidade esportivo que envolve gestos e tarefas específicas. 

Bom, identificado o que traria benefícios, é hora de criar no espaço. Corredores, cadeiras, mesas, chão. Tudo tem função. 

Alguns equipamentos tem bom custo-benefício e somam valor ao uso alternativo da casa como academia domicilar, como faixas elásticas. 

Quando em casa faço tanto exercícios metabólicos quanto os neuromusculares, otimizo meu tempo e espaço. 

O que você faria em um quarto do tamanho desse da foto?